Amendoim

O amendoim (do tupi mandu'wi, "enterrado") é a semente comestível da planta Arachis hypogaea L. da família Fabaceae. Embora confundido com noz, o amendoim é um membro da família da beterraba marinha (Fabaceae), e seu fruto é do tipo fruto ou vagem. A planta do amendoim é uma erva, com um caule pequeno e folhas tri-folioladas, com abundante indumento, raiz aprumada, medindo entre 30–50 cm (1-1,5 pés) de altura. As flores são pequenas, amareladas e, depois de fecundadas, inclinam-se para o solo e a noz desenvolve-se subterraneamente.

O amendoim tem uma grande importância económica, principalmente na indústria alimentar. Algumas variedades têm uma grande quantidade de lípidos e têm sido utilizadas para a fabricação de óleo de cozinha (dão de 45 a 50% de óleo). Em várias regiões de África, o amendoim é moído para cozinhar vários pratos da culinária local, que ficam assim mais ricos em lípidos e proteínas.

O amendoim é uma planta originária da América do Sul (Brasil e países fronteiriços: Paraguai, Bolívia e norte da Argentina), na região compreendida entre as latitudes de 10º e 30º sul, com provável centro de origem na região do Chaco, incluindo os vales do Rio Paraná e Paraguai.
A difusão do amendoim iniciou-se dos indígenas para as diversas regiões da América Latina, América Central e México. No século XVIII foi introduzido na Europa. No século XIX difundiu-se do Brasil para a África e do Peru para as Filipinas, China, Japão e Índia.

 

O amendoim é um dos alimentos com menor índice glicêmico que existem.

Valor Nutritivo

 

Os amendoins são ricos em proteínas, aproximadamente, cada 200 g de amendoim torrado tem 30 gramas de proteína. Pesquisas recentes sobre o amendoim descobriram que ele também é rico em antioxidante e outras substâncias benéficas à saúde.

Eles representam uma fonte significativa do resveratrol, uma substância com potencial efeito retardador do envelhecimento. Por o amendoim ser considerado uma proteína incompleta recomenda-se que ele seja ingerido junto a outros alimentos como grãos integrais ricos em aminoácidos.

Esse alimento é também uma fonte desequilibrada de gordura sendo pobre em ômega 3, e por isso muitos alimentos que utilizam o amendoim como matéria prima são enriquecidos com ômega 3 (assim promovendo o balanceamento entre o ômega 3 e o ômega 6), tais como a manteiga de amendoim.

Modos de utilização e consumo

O consumo mais popular do amendoim se dá das seguintes formas: suco de amendoim, creme dental, amendoim na tigela com rúcula, amendoim grelhado, amendoim no chao, amendoim no rolete, amendoim no buraco, amendoins salgados, manteiga de amendoim (em sanduíches, doces ou consumido puro), ou sem casca (liso e torrado). A principal utilização da manteiga de amendoim é em casa, mas grandes quantidades são também utilizados na produção comercial de sanduíches, doces e produtos de panificação. Também é largamente utilizado como recheio ou componente de chocolates e bombons.

No Brasil, vários produtos alimentícios têm como base o amendoim: paçoca de amendoim, pé-de-moleque, doce de amendoim, entre outros. Também é consumido no formato de bolo e sorvete.

Óleo de amendoim é frequentemente utilizado na culinária, porque tem um sabor suave e queima a uma temperatura relativamente elevada.

O amendoim também é usado para a alimentação de aves de jardim.

Os amendoins têm uma variedade de usos finais industriais. Tintas, vernizes, óleos lubrificantes, roupas de couro, mobiliário polonês, inseticidas e nitroglicerina são feitos de óleo de amendoim. O sabão é feito de óleo de saponificada, cosméticos e muitos contêm óleo de amendoim e seus derivados. A porção de proteínas do óleo é usado na fabricação de algumas fibras têxteis.

As cascas de amendoim são aproveitados na fabricação de plástico, gesso, abrasivos, e combustível. Eles também são usados para fazer celulose (rayon e utilizado em papel) e mucilagem (cola).

A parte aérea da planta de amendoim é utilizada para fazer feno. O bolo de proteína (farelo de bagaços), resíduo do processamento do óleo é usado como um animal e como fertilizante do solo.

Também pode ser usado como outros legumes e grãos para fazer um leite sem lactose, como bebida, o leite de amendoim.